About Me

Seguidores

Como fazer ?


O processo da compostagem é simples e depende de apenas alguns cuidados

O Primeiro passo é separar o material a ser Reciclado. Na sua cozinha coloque uma lixeira com tampa, somente para o lixo orgânico. É fundamental a tampa, pois você não quer ter moscas circulando no teu orgânico!
Não é necessário o uso de sacolas nesta lixeira!



Não é recomendado colocar carne ou derivados de animais, pois quando estão em faze de decomposição exalam cheiro ruim e são os maiores responsáveis por atrair animais.

Mas caso queira reciclar todo seu Lixo, você pode embrulhar a carne em papel jornal antes de serem colocados na lata de lixo, para evitar mau cheiro e insetos!






O modelo de sua composteira vai depender da quantidade de resíduo gerado na sua casa X seu espaço físico!

 Lembrando que:
 Se a composteira ficar em um local que tome muito sol, poderá perder muita aguá, então deve se ficar atento a falta de água no composto.
 Se ficar em local com muita sombra ficar atento se não está muito molhado.
Outros fatores que precisam ser observado é vento e chuva.
Composteiras com telhado ou tampa evitam que o nutriente seja lavado com a chuva ou encharque.
Há inúmeros modelos, desde apartamentos à grandes quintais...

www.fotosmoacompostagem.googlelalala...uhu.com  Veja qual se adapta a seu caso !


MAOS A OBRA ! =]


O Processo de compostagem ocorre com ajuda de milhões de seres invisíveis ao olho nu como os Fungos e Bacterias, mas mesmo não os vendo devemos tratá-los muito bem, afinal todos que participam da reciclagem do nosso lixo tem que ser tratado assim!

Estes seres para fazer o que mais gostam, que é comer e se reproduzir, precisam de certo equilíbrio de Alimento, Água, Oxigênio e Temperatura.

O processo é feito em camadas, para alem de mesclar os materiais nas proporções certas ,evita problemas com odores ou vetores!
A ultima camada sempre deve ser de material castanho!


Alimento: Proporção C/N

O material orgânico fornece alimento para os organismos sob a forma de carbono e nitrogênio. as bactérias utilizam o carbono para energia e nitrogenio para crescer e se reproduzir, quanto mais variado for o material na compostagem melhor, pois aumentara a chance de ter um composto mais equilibrado, colocando em ação mais tipos de microorganismos, acelerando a compostagem!

Os materiais orgânicos que podem ser compostados classificam-se de uma forma simplificada em castanhos (marrom, qual é melhor ?) e verdes.

Os castanhos são aqueles que contêm maior proporção de Carbono, ou seja, galhos, folhas secas e serragem. Característica fundamental é ser seco.

Os verdes são os que têm maior proporção de nitrogênio, como relva fresca, cascas de legumes e de frutas. Material com presença de água.

Os cientistas estipulam que uma boa razão carbono/nitrogênio numa pilha de
compostagem é de cerca de 25 a 30 partes de carbono para 1(uma) parte de nitrogênio ou 30:1.

Uma pilha cuja razão C/N seja muito superior a 30 levará muito tempo a
decompor-se (muita matéria seca),
Pelo contrário, se a razão C/N for muito baixa, ou seja, se houver demasiada matéria verde, a pilha libertará este excesso sob a forma de amoníaco gasoso e fétido.

Simplificando, coloque a cada Balde de Orgânico o dobro em Folhas, caso você use serragem coloque 1/1.





Água !

A água é um elemento crucial para a vida na terra, para que a compostagem ocorra sempre tranqüila fique atento a umidade do seu composto, ele não deve estar nem muito seco nem encharcado.




Oxigênio

As bactérias precisam de oxigênio para produzir energia, crescer rapidamente, e consumir mais material.

Embora elas possam comer uma grande variedade de compostos orgânicos, elas têm dificuldade em escapar de ambientes desfavoráveis devido ao seu tamanho e falta de complexidade. 

Alterações no nível de oxigênio, umidade, temperatura e acidez, podem fazer com que as bactérias morram ou se tornem inativas.
Quando os níveis de oxigênio caem abaixo de cinco por cento, os aeróbios morrem e a decomposição retarda em até 90 por cento!

Bactérias aeróbicas são os nossos organismos preferenciais, pois tornam a compostagem mais rápida e eficaz. 

Para oxigenar o composto é necessário revirar o material, seja por manivelas, ancinhos, garfos, canos ,ou simplismente tombando o material, o que importa é incorporar ar fresco no composto.

Faça isso sempre que possível, quanto mais vezes oxigenar, mais rápido o material ficará pronto.

Uma dica é sempre que for adicionar um novo material, coloque o material verde, e misture o com o que já estava na composteira e depois adicione o material castanho!
Dessa forma você esta aerando o composto ao mesmo tempo introduzindo microorganismos aos novos alimentos!

Temperatura:

A decomposição da matéria orgânica libera calor, ocorrendo diferentes temperaturas durante a compostagem, existem diferentes tipos de bactérias aeróbias que trabalham em pilhas de compostagem. Suas populações variam de acordo com a temperatura da pilha.
1)Fase de decomposição inicial: estão presentes microorganismos que trabalham a temperaturas próxima dos 13ºC, que são bactérias aeróbias denominadas por psicrófilas.
2)Fase de temperaturas moderadas nesta fase encontram-se presentes bactérias chamadas mesófilas que estão bem a temperaturas superiores a 15ºC.
A maior parte da decomposição que ocorre numa pilha de compostagem é mesófila.
3)Fase termófila ou de altas temperaturas aqui as temperaturas ultrapassam os 40/45ºC, mas os microorganismos termófilos só estão ativos até aos 70/80ºC. Na maioria dos casos, as temperaturas mais elevadas persistirão apenas durante três a cinco dias.
À medida que os microorganismos morrem as temperaturas começam a baixar, mas tal não significa que a compostagem está concluída, apenas indica que os termófilos concluíram o seu trabalho
Os microorganismos mesofilos retomam a sua atividade depois da morte dos
termófilos, e a temperatura começa a descer.